WHATSAPP (71) 99170-0494 - Seg a Sex das 8h às 17h

A funçao publica da transmissao da psicanalise

Mais Imagens

A funçao publica da transmissao da psicanalise

Preço: R$49,90

Preço Promocional R$47,41

Disponível: Em estoque

Descrição

Detalhes

Em A Função Pública da Transmissão da Psicanálise, Isabela Xavier Ferreira de Sá trabalha a partir de uma determinada visada da incidência da psicanálise, decorrente de sua experiência de formação. Trata do fato de que a psicanálise não se limita ao tratamento de sua prática “privada” uma vez que nela as dimensões pública e privada não se opõem. A psicanálise durante muitos anos foi reconhecida apenas como uma clínica privada, reservada aos consultórios, restrita a relação particular do eu com seu mundo. Pensada como uma prática conciliatória, sua função era amplamente reconhecida como aquela de explicar o sujeito através do saber produzido em seu campo. Lacan ao escutar na fala do sujeito em análise a dimensão significante que a articula, subverte essa concepção psicologizante que a psicanálise passara a ter depois de Freud. A práxis psicanalítica é resgatada em seu poder de fazer surgir o ato, corte com a direção de comando de nosso narcisismo. Logo, a incidência da psicanálise no social não deve ser confundida com a difusão da psicanálise na cultura, implicação que retira dela toda sua eficácia discursiva. Portanto, Isabela de Sá faz reconhecer no discurso psicanalítico o que é função pública em estrutura. Veremos que a transmissão em psicanálise relança o sujeito em sua dívida com a própria transmissão, fazendo-o retomar para si a responsabilidade da dimensão pública. Entretanto, somos advertidos de que não se trata de esperar do discurso analítico nenhuma intervenção de restituição ao social, a psicanálise não tem nada a restituir ao social, sua incidência limita-se a dar ao sujeito um lugar no qual ele possa fazer o que lhe cabe, para além da esfera de um narcisismo aterrador, no qual só lhe resta encontrar o caminho mais rápido ao gozo no qual ele mesmo se consome. SOBRE O AUTOR Isabela Xavier Ferreira de Sá é Doutora em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ; Mestra em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Psicanalista; membro analista do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica.
Sumário

Summary

Em A Função Pública da Transmissão da Psicanálise, Isabela Xavier Ferreira de Sá trabalha a partir de uma determinada visada da incidência da psicanálise, decorrente de sua experiência de formação. Trata do fato de que a psicanálise não se limita ao tratamento de sua prática “privada” uma vez que nela as dimensões pública e privada não se opõem. A psicanálise durante muitos anos foi reconhecida apenas como uma clínica privada, reservada aos consultórios, restrita a relação particular do eu com seu mundo. Pensada como uma prática conciliatória, sua função era amplamente reconhecida como aquela de explicar o sujeito através do saber produzido em seu campo. Lacan ao escutar na fala do sujeito em análise a dimensão significante que a articula, subverte essa concepção psicologizante que a psicanálise passara a ter depois de Freud. A práxis psicanalítica é resgatada em seu poder de fazer surgir o ato, corte com a direção de comando de nosso narcisismo. Logo, a incidência da psicanálise no social não deve ser confundida com a difusão da psicanálise na cultura, implicação que retira dela toda sua eficácia discursiva. Portanto, Isabela de Sá faz reconhecer no discurso psicanalítico o que é função pública em estrutura. Veremos que a transmissão em psicanálise relança o sujeito em sua dívida com a própria transmissão, fazendo-o retomar para si a responsabilidade da dimensão pública. Entretanto, somos advertidos de que não se trata de esperar do discurso analítico nenhuma intervenção de restituição ao social, a psicanálise não tem nada a restituir ao social, sua incidência limita-se a dar ao sujeito um lugar no qual ele possa fazer o que lhe cabe, para além da esfera de um narcisismo aterrador, no qual só lhe resta encontrar o caminho mais rápido ao gozo no qual ele mesmo se consome. SOBRE O AUTOR Isabela Xavier Ferreira de Sá é Doutora em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ; Mestra em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Psicanalista; membro analista do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica.
Detalhes do Produto

Detalhes do Produto

editora Jurua
Autor ISABELA XAVIER FERREIRA DE SA
ISBN-13 9788536229515
Edição 1
Ano da edição 2010
Número de Páginas 174
Calcule o Frete

Calcule prazo de entrega e frete: