WHATSAPP (71) 99170-0494 - Seg a Sex das 8h às 17h

O laço social na teoria freudiana - para alem da nostalgia e da esperança

Mais Imagens

O laço social na teoria freudiana - para alem da nostalgia e da esperança

Preço: R$34,70

Preço Promocional R$32,97

Disponível: Em estoque

Descrição

Detalhes

Dentre os temas da produção psicanalítica contemporânea destaca-se a discussão acerca dos impasses encontrados diante de pacientes refratários ao dispositivo analítico clássico. Frente a estes desafios, parte do campo psicanalítico volta-se para a questão da desestruturação da autoridade simbólica, sugerindo que mudanças na sociedade seriam responsáveis pela dificuldade em aplicar o arcabouço teórico-clínico da psicanálise. Em seu livro, o autor tenta indicar algumas das limitações deste encaminhamento teórico. O autor sugere que a discussão sobre a desestruturação da autoridade simbólica pode levar a uma postura nostálgica que paralisa a psicanálise ao idealizar um passado idílico que nunca existiu, culpabilizando os pacientes e a sociedade atuais. O autor realiza uma revisão bibliográfica de alguns dos 'textos culturais' de Freud, indicando como este sublinha a incerteza como marca fundamental das relações humanas. Tomando como base as idéias de acaso e artifício, as dimensões da fantasia e do encontro são valorizadas, pontuando a importância da aposta na construção de um vínculo. O autor exalta a relevância de uma escuta aberta e defende uma psicanálise em trabalho contínuo, capaz de reinventar-se clínica e teoricamente diante dos desafios que sua prática impõe.
Sumário

Summary

Dentre os temas da produção psicanalítica contemporânea destaca-se a discussão acerca dos impasses encontrados diante de pacientes refratários ao dispositivo analítico clássico. Frente a estes desafios, parte do campo psicanalítico volta-se para a questão da desestruturação da autoridade simbólica, sugerindo que mudanças na sociedade seriam responsáveis pela dificuldade em aplicar o arcabouço teórico-clínico da psicanálise. Em seu livro, o autor tenta indicar algumas das limitações deste encaminhamento teórico. O autor sugere que a discussão sobre a desestruturação da autoridade simbólica pode levar a uma postura nostálgica que paralisa a psicanálise ao idealizar um passado idílico que nunca existiu, culpabilizando os pacientes e a sociedade atuais. O autor realiza uma revisão bibliográfica de alguns dos 'textos culturais' de Freud, indicando como este sublinha a incerteza como marca fundamental das relações humanas. Tomando como base as idéias de acaso e artifício, as dimensões da fantasia e do encontro são valorizadas, pontuando a importância da aposta na construção de um vínculo. O autor exalta a relevância de uma escuta aberta e defende uma psicanálise em trabalho contínuo, capaz de reinventar-se clínica e teoricamente diante dos desafios que sua prática impõe.
Detalhes do Produto

Detalhes do Produto

editora Jurua
Autor DANIEL MOGRABI
ISBN-13 9788536222592
Edição
Ano da edição 2009
Número de Páginas 114
Calcule o Frete

Calcule prazo de entrega e frete: