WHATSAPP (71) 99170-0494 - Seg a Sex das 8h às 17h

Os crimes no triangulo amoroso - violenta emoçao e paixao na interface da psicanalise com direito penal

Mais Imagens

Os crimes no triangulo amoroso - violenta emoçao e paixao na interface da psicanalise com direito penal

Preço: R$97,40

Preço Promocional R$92,53

Disponível: Em estoque

Descrição

Detalhes

O que levaria uma pessoa a matar alguém que já amou ou alguém por quem está apaixonada? Por que a justiça e a sociedade civil consideraram inúmeros assassinatos passionais como se fossem reações normais de pessoas desonradas por suas-seus- companheiras-os-? Sob a constatação da histórica indulgência em crimes passionais, essa pesquisa versa sobre as leis e o imaginário cultural que sustentaram distorções em julgamentos ao longo dos séculos. Analisa os avanços das transformações jurídicas atuais, promovendo um diálogo entre direito penal e teoria psicanalítica. A autora postula então a noção de crimes no triângulo amoroso, lançando luz sobre as condições inconscientes arcaicas na origem da família, nas relações sociais e nas possíveis formações psicopatológicas de um sujeito que comete um crime movido por violenta emoção...

Sumário

Summary

SUMÁRIO

Introdução

1 Mapeamento da problemática de pesquisa

1.1 Uma base transdisciplinar: crime, emoção violenta, paixão e triângulo amoroso

1.1.1 Vulgata jurídica: crime passional

1.1.2 Emoção: choque e imediaticidade

1.1.3 Emoção calcada no corpo e no cérebro

1.1.4 Paixão: cânon filosófico e desdobramentos psicanalíticos

1.1.5 O triângulo amoroso como índice do mal-estar arcaico

1.2 O tipo passional e suas variantes

1.2.1 O narcisismo compõe um fator ignóbil?

1.2.2 A violenta emoção é subjetiva

1.3 Estatísticas acerca da violência doméstica e dos crimes passionais

1.4 Um método de pesquisa para um objeto transdisciplinar

1.4.1 Categorias, disciplinas e saber psicanalítico

1.4.2 Saída narrativa, escuta e apoio metapsicológico

2 Família nuclear monogâmica e a cultura da propriedade

2.1 Honra, paixão e propriedade

2.2 A exacerbação psíquica de um sintoma social

2.3 Édipo, paixão e as normas do amor burguês

2.4 Coerção social e a lógica da provocação injusta

2.5 O corno e seu estigma

2.6 A tendência cultural alivrar a cara do criminoso passional

3 Transformações históricas nos julgamentos dos crimes passionais

3.1 As leis de um histórico crime de exceção no Brasil

3.1.1 Desdobramentos na lei brasileira até a atualidade

3.1.2 Novas perspectivas legais no combate à violência familiar

3.2 Algumas comparações com o ordenamento penal de outras jurisdições

3.3 A construção da relação entre crime e loucura no contexto europeu

3.4 Históricas controvérsias no diagnóstico da passionalidade violenta

3.4.1 Premeditação versus ação impensada

3.4.2 A discussão médico-jurídica no Brasil no início do século XX

4 Debates remanescentes de um modelo médico-jurídico mal superado

4.1 Jogos processuais: entre o tempo do crime e o tempo da pena

4.1.1 Um exemplo da -in-justiça atual num assassinato meses após a separação do casal

4.2 O normal e o normativo na temporalidade do ímpeto passional

4.2.1 O tempo do ímpeto criminal violento se estende na demanda de cuidados

4.2.2 A duração da violenta emoção: ilustrações literárias

4.3 Sobre a legitimidade de uma leitura psicanalítica do crime

4.3.1 As bases do diagnóstico diferencial em crimes na esfera amorosa

4.3.2 A conformação triádica na eliciação do ciúme homicida e nos pseudo-passionais

4.3.3 Sobre as consequências do diagnóstico e a legitimidade da imputação

4.3.4 A solidão ao fundo da agressão e as respostas punitivas paradoxais

4.4 O tempo da emoção violenta congelado na falha do cérebro

5 A violência arcaica dos crimes no triângulo amoroso

5.1 A violência do casal originada na família do paranoico de ciúme

5.1.1 Um prazer mórbido na relação passional

5.2 Instâncias psíquicas: o tempo inconsciente do crime

5.2.1 Os crimes do amor-próprio e a referência simbólica ao pai

5.2.2 A identificação dos jurados e o processo de vitimização

5.3 Rivalidade e ciúme como incrementos do amor-paixão no texto freudiano

5.4 Passagem ao ato, inquietante estranheza no amor e projeção

5.5 Erotismo e morte na busca utópica de continuidade com o outro

5.5.1 Sentimento oceânico, destruição, uso de objeto e a chance criativa da paixão

Considerações Finais

Referências

Sobre o Autor

Sobre o Autor

Marília Etienne Arreguy

Doutora pelo Instituto de Medicina Social da UERJ e na École Doctorale de Recherches en Psychanalyse et Psychopathologie da Universidade de Paris 7 – Denis Diderot; Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-Rio; Especialista em tradução de língua francesa pela UFF, atua em traduções orais e escritas na área de psicanálise; Psicóloga pela UFMG. Já publicou diversos artigos acadêmicos. Atualmente, é Professora adjunta da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, coordenando pesquisas multidisciplinares voltadas ao contexto educacional. Com escuta e olhar advindos da clínica psicanalítica, investiga temáticas como crime, passagem ao ato, ciúme, feminilidade, amor, paixão e violência em relações familiares e no binômio professor-aluno.

Detalhes do Produto

Detalhes do Produto

editora Jurua
Autor MARILIA ETIENNE ARREGUY
ISBN-13 9788536232287
Edição 1
Ano da edição 2011
Número de Páginas 376
Calcule o Frete

Calcule prazo de entrega e frete: