WHATSAPP (71) 99170-0494 - Seg a Sex das 8h às 17h

Psicanálise e transexualismo - desconstruindo generos e patologias com Judith Butler

Psicanálise e transexualismo - desconstruindo generos e patologias com Judith Butler

Preço: R$49,90

Preço Promocional R$47,41

Disponível: Em estoque

Descrição

Detalhes

A presente obra investiga a noção de gênero na obra da filósofa feminista americana Judith Butler com o intuito de buscar referências para o trabalho com pacientes que não se enquadram nas categorias sexuais e de gêneros mais comuns, mas que encontramos cotidianamente na prática clínica.

O conceito butleriano de gênero como "ato performativo" permite abordar os "gêneros não inteligíveis", ou seja, entender quem não se enquadra numa relação de coerência entre sexo anatômico, gênero, desejo e prática sexual. Esse conceito também se torna útil na compreensão de questões sociais da atualidade, como o casamento gay, a adoção de crianças por casais homoparentais, as mudanças na estrutura de parentesco e o surgimento de novas práticas sexuais, assim como a manifestação de novas identidades - transgêneros, drag queensdrag kings e butchs.

Acompanhando o debate entre Butler e psicanalistas lacanianos acerca dos conceitos de "diferença sexual", "simbólico" e "parentesco", vemos suas principais críticas se dirigirem ao estruturalismo de Lévi-Strauss e à incorporação deste por Lacan. Dessa reflexão sobre o conceito de gênero e a Psicanálise é possível derivar uma postura ética e a necessidade de uma transformação social para que se incluam todas as formas de gênero na categoria de "humano".

"Finalmente uma apresentação do pensamento de Judith Butler que não é desleal nem com a Teoria de Gênero nem com a Psicanálise. Um texto que pergunta o que é preciso mudar na Psicanálise para que ela esteja à altura do problema dos gêneros. As objeções ao essencialismo sexológico da Psicanálise podem se transformar em rotações teóricas e consequências clínicas? Sem formar uma Psicanálise butleriana nem uma mistura reconciliatória, este livro tenta responder esta insinuação. Ele se insere em uma questão maior para nossa época: qual gramática de reconhecimento poderá acolher a indeterminação dos gêneros não inteligíveis e do que Butler chama de abjeto? Se, como argumenta a Psicanálise, o gênero nos desfaz (narcisismo) e a sexualidade nos despossui (pulsão), é possível imaginar formas de vida menos dependentes de nossa paixão pela identidade. Um trabalho de grande envergadura. Fino e preciso nos argumentos, ótimo na reconstrução histórica dos conceitos e contextos. Mostra vivamente tanto a força da Psicanálise em relação à pungência da questão quanto a atualidade da crítica de gênero retomada de Stoller, de Rubin, de Benjamin, de Butler, e agora, em versão nacional, de Patrícia Porchat".

CHRISTIAN DUNKER

Sumário

Summary

INTRODUÇÃO .

1 INVENTANDO "GÊNERO" .

1.1 Contribuições da Teoria da Construção Social .

1.1.1 O dimorfismo sexual

1.1.2 Sexualidade, homossexualidade e heterossexualidade

1.1.3 A distinção sexo/gênero

1.1.4 A construção social .

1.2 Gênero e Psicanálise

1.2.1 Stoller, o transexualismo e a identidade de gênero

1.2.2 A identidade de gênero nuclear e a identidade de gênero fundamental

1.2.3 Feminilidade e masculinidade

1.2.4 Imprinting e feminilidade primária

2 GÊNERO, FEMINISMO E PSICANÁLISE .

2.1 Feminismo e Gênero

2.2 Feminismo e Psicanálise

2.3 A Teoria Social

2.4 Gênero e Psicanálise

2.4.1 Gayle Rubin

2.4.2 Nancy Chodorow

2.4.3 Jessica Benjamin

2.4.4 Emilce Dio Bleichmar: o feminismo espontâneo da histeria

2.5 Breve Resposta às Feministas .

2.6 Binarismo de Gênero

3 JUDITH BUTLER: SUJEITO E ABJETO

3.1 Gênero e Sujeito

3.1.1 Desconstruindo gênero

3.1.2 Breve ontologia

3.1.3 Performatividade.

3.1.4 Estratégias de desconstrução

3.1.5 Práticas parodísticas

3.1.6 Gênero como re-significação

3.1.7 Corpo, sexo e gênero

3.1.8 A pulsão subversiva .

3.2 O Abjeto como Paradigma

3.2.1 Dois casos

3.2.2 A questão transexual .

3.2.3 Transformação do corpo e inteligibilidade .

4 CRÍTICAS DE BUTLER A LACAN E A LÉVI-STRAUSS .

4.1 Os Passos da Resistência

4.2 A Crítica ao Transcendentalismo

4.3 As Diferenças Sexuais .

4.4 O Argumento das Normas Simbólicas .

4.5 Parentesco e Simbólico .

4.6 Do Sujeito ao Humano

CONCLUSÃO: GÊNERO, UMA CATEGORIA POLÍTICA .

REFERÊNCIAS .

Sobre o Autor

Sobre o Autor

Patricia Porchat

Doutora em Psicologia Clínica pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo - IPUSP. Professora do curso de Psicologia da Universidade Estadual Paulista - UNESP Bauru e do Programa de Pós-graduação em Educação Sexual da Universidade Estadual Paulista - UNESP Araraquara. Autora do livro Freud e o Teste de Realidade publicado pela Casa do Psicólogo/FAPESP, 2005. Psicóloga e psicanalista.

Detalhes do Produto

Detalhes do Produto

editora Jurua
Autor PATRICIA PORCHAT
ISBN-13 9788536246185
Edição 1
Ano da edição 2014
Número de Páginas 172
Calcule o Frete

Calcule prazo de entrega e frete: