WHATSAPP (71) 99170-0494 - Seg a Sex das 8h às 17h

Saberes psicologicos no brasil - historia, psicologia e cultura

Saberes psicologicos no brasil - historia, psicologia e cultura
R$119,70

Disponível: Em estoque

Descrição

Detalhes

INTRODUÇÃO - Algumas Notas Autobiográficas

1 Primeiros Passos

2 Um Caminho a Percorrer: Os Estudos Históricos Acerca da Psicologia Brasileira

3 A História dos Saberes Psicológicos na Cultura Luso-Brasileira: A Definição do Campo e a Busca dos Métodos

4 A Escolha dos Temas Investigados

5 Uma Consideração Final

6 Referências

PARTE I - Métodos

CAPÍTULO 1 - Métodos de Investigação em História da Psicologia

1.1 Introdução

1.2 A Definição do Campo Histórico

1.3 As Relações entre História e Memória

1.4 Novas Interações entre Historiografia, Ciências Humanas e Psicologia

1.5 O Pluralismo Metodológico na História da Psicologia

1.6 As Fontes e os Gêneros

1.7 A Escrita da História

1.8 Referências

PARTE II -Estudos Acerca dos Saberes Psicológicos do Século XVI ao XVIII

II.I Visões de Homem e Conhecimentos Psicológicos

CAPÍTULO 2 - A Definição de "Medicina do Ânimo" no Manuscrito "De Animorum Medicamentis" (Século XV) e seu Significado para a História das Ideias Psicológicas

2.1 Introdução

2.2 O Tratado De Animorum Medicamentis: Descrição dos Principais Conteúdos Significativos para a História das Ideias Psicológicas

2.3 O Gênero do Tratado

2.4 Definição do Animus

2.5 Definição de "Medicina" do Ânimo

2.6 A Virtude: Saúde do Espírito, do Corpo e da Sociedade

2.7 Os Medicamenta e as Idades da Vida

2.8 Como Corrigir os Vícios?

2.9 Os Medicamenta do Ânimo

2.10 A Medicina do Corpo

2.11 Os Medicamentos para a "Saúde " do Corpo Social

2.12 Conclusão

2.13 Referências

CAPÍTULO 3 - A Pessoa e o seu Conhecimento: Um Percurso Conceitual

3.1 O Percurso

3.2 Marco Inicial: O Daimon como Voz Interior

3.3 Segunda Etapa: Pessoa e Introspecção

3.4 Terceira Etapa: Pessoa como Substância

3.5 Quarta Etapa: "Sair de Si Mesmo" como Acesso à Experiência da Pessoa

3.6 Interseções e Apropriações

3.7 Traços deste Percurso na Cultura Brasileira

3.8 Confronto entre Tradicionais Saberes sobre a Pessoa e a Psicologia Moderna: Vozes Críticas na Cultura Brasileira

3.9 Referências

CAPÍTULO 4 - Estudos sobre a Contribuição da Antiga Companhia de Jesus ao Desenvolvimento dos Saberes sobre o Psiquismo Humano no Brasil Colonial

4.1 Relato de um Percurso

4.2 As Fontes Jesuíticas: Primeiras Questões Metodológicas

4.3 Os Saberes Psicológicos Elaborados pelos Jesuítas numa Perspectiva de História Conceitual

4.4 A Transmissão dos Saberes Psicológicos pela Oralidade e seus Usos nas Práticas Comunicativas

4.5 Conclusão

4.6 Referências

CAPÍTULO 5 - Representações Acerca dos Índios Brasileiros em Documentos Jesuítas do Século XVI

5.1 Introdução

5.2 O Diálogo do Padre Nóbrega sobre a Conversão do Gentio

5.3 As Informações de José de Anchieta

5.4 Do Princípio e Origem dos Índios do Brasil e Narrativa Epistolar de uma Viagem e Missão Jesuítica, de Fernão Cardim

5.5 Coisas do Brasil, de Francisco Soares

5.6 Conclusão

5.7 Referências

II.II Concepções dos Processos Psíquicos

CAPÍTULO 6 - Engenho e Temperamentos nos Catálogos e no Pensamento da Companhia de Jesus nos séculos XVII e XVIII

6.1 Os Catálogos Trienais da Companhia de Jesus

6.2 As Categorias Usadas nos Catálogos Segundos

6.3 O Engenho e os Temperamentos na Literatura Jesuítica

6.4 O Engenho e os Temperamentos nos Textos do Jesuíta Daniello Bartoli

6.5 Conclusão

6.6 Referências

CAPÍTULO 7 - Imaginação e Imagens: Conceitos e Práticas em Tradições Culturais da Modernidade Ocidental e do Brasil Colonial

7.1 Introdução

7.2 Eliade e o Debate Acerca da Dimensão Polivalente das Imagens

7.3 A Articulação entre Imaginação e Memória na Perspectiva Historiográfica

7.4 Os Alicerces Conceituais Acerca de Imagem e Imaginação na Cultura Ocidental e Brasileira

7.5 Do Universo do Pensável ao Universo das Práticas

7.6 Imagens e Imaginação no Brasil da Idade Moderna

7.7 Conclusão

7.8 Referências

CAPÍTULO 8 - A Memória Ventre da Alma

8.1 Introdução

8.2 A Memória num Sermão de Antônio Vieira

8.3 A Memória Segundo Agostinho

8.4 As Práticas da Memória

8.5 Conclusão

8.6 Referências

CAPÍTULO 9 - Narrativas Autobiográficas nas Cartas de Jovens Jesuítas do Século XVII ao Século XX

9.1 Introdução

9.2 A Narrativa Autobiográfica nas Indipetae

9.3 Resultados

9.3.1 A "Voz Interior"

9.3.2 O Atrativo e o Conflito Interior

9.3.3 A Meta, Objeto de Imaginação e de Afeto

9.4 Conclusão

9.5 Referências

CAPÍTULO 10 - As Ideias Psicológicas de Francisco de Mello Franco, Médico e Iluminista Brasileiro

10.1 Francisco de Mello Franco: A Vida

10.2 O Tratado de Educação Física dos Meninos (1790)

10.3 A Medicina Theologica (1794)

10.4 Os Elementos de Hygiene (1813)

10.5 Conclusão

10.6 Referências

PARTE III - Estudos Acerca da História da Psicologia Brasileira entre Século XIX a XX

CAPÍTULO 11 - As Definições de Psicologia na Cultura Brasileira do Século XIX

11.1 Variedades de Conhecimentos Psicológicos no Brasil do Século XIX

11.2 As Definições da Psicologia no Âmbito da Filosofia

11.3 As Definições de Psicologia no Âmbito da Medicina

11.4 As Definições da Psicologia no Âmbito da Pedagogia

11.5 As Definições de Psicologia no Âmbito da Teologia

11.6 Conclusões

11.7 Referências

CAPÍTULO 12 - O Ensino de Psicologia no Século XIX na Cidade do Rio de Janeiro

12.1 Introdução

12.2 A "Psychologia" no Mosteiro de São Bento

12.3 A "Psychologia" no Seminário de São José

12.4 A "Psychologia" no Imperial Colégio Pedro II (ex-Seminário São Joaquim)

12.5 A "Psychologia" na Faculdade de Medicina

12.6 Conclusão

12.7 Referências

CAPÍTULO 13 - O Ensino da Psicologia no Século XIX na Cidade de São Paulo

13.1 Introdução

13.2 A "Psychologia" nas Escolas de São Paulo

13.3 A "Psychologia" na Faculdade de Direito

13.4 A "Psychologia" na Escola Normal

13.5 A "Psychologia" no Seminário Episcopal de Sant’Ana

13.6 "Psychologia" Ensinada nos Colégios

13.7 Conclusão

13.8 Referências

CAPÍTULO 14 - Católicos Confrontando Posições Secularizadas sobre Educação no Brasil: O Círculo Dom Vital e a Revista A Ordem

14.1 Introdução

14.2 Circulo Dom Vital: Parte de uma História

14.3 Os Protagonistas

14.4 Educação e Psicologia na Revista A Ordem

14.5 Referências

CAPÍTULO 15 - Psicologia na Visão de Psicólogos e Psiquiatras Brasileiros das Primeiras Décadas do Século XX

15.1 Introdução

15.2 Definições de Psicologia

15.3 Objetos da Psicologia

15.4 Métodos da Psicologia

15.5 Objetivos da Psicologia

15.6 Reflexões Críticas Acerca da Psicologia

15.7 Conclusão

15.8 Referências

Sumário

Summary

A presente coletânea visa repropor alguns textos que marcam as etapas principais do percurso da pesquisadora no âmbito da historia dos saberes psicológicos e da Psicologia na cultura brasileira.

Após uma parte introdutória e descritiva desse percurso e um apanhado dos métodos de pesquisa na área, o livro se estrutura em duas partes: um conjunto de estudos acerca dos saberes psicológicos de século XVI a XVIII abordando as visões de homem, de conhecimento psicológico e as concepções de processos psíquicos específicos; e outro conjunto de estudos acerca da História da Psicologia Brasileira entre século XIX a XX vertentes sobre as definições de Psicologia vigentes na época, o ensino da disciplina em instituições brasileiras, e as discussões sobre o campo e suas interelações com a Educação e a Psiquiatria.

Sobre o Autor

Sobre o Autor

MARINA MASSIMI
Possui Pós-Doutorado pela Universidade de Coimbra, Portugal. Doutora e Mestre em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Especialista em História da Ciência e Graduada em Psicologia pela Universidade dos Estudos de Padova, Itália. Professora Titular da Universidade de São Paulo. Desde 2010 é membro da Academia Ambrosiana de Milão, Secção Estudos Históricos da Idade Moderna. Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de História da Psicologia. Coeditora da Revista Eletrônica Memorandum: Memória e História em Psicologia. Tem se dedicado a pesquisas na área dos Estudos Históricos em Psicologia no Brasil, especificamente na história dos saberes psicológicos no Brasil colonial, buscando resgatar a riqueza e a originalidade da cultura brasileira. Os resultados destas investigações podem ser encontrados em livros e artigos. 

Detalhes do Produto

Detalhes do Produto

editora Jurua
Autor MARINA MASSIMI
ISBN-13 9788536255620
Edição
Ano da edição 2016
Número de Páginas 340
Cobrimos qualquer oferta Sim
Calcule o Frete

Calcule prazo de entrega e frete: